Santo do Dia: 18 de Fevereiro - Gertrude Comensoli

18 de Fevereiro - Gertrude Comensoli

No dia 18 de janeiro de 1847, na cidade de Bienno, ao norte da Itália nasceu Geltrude Caterina Comensoli, mas sempre foi chamada de Gertrude. Teve uma infância tranqüila e modesta numa família simples e religiosa. Com sua mãe e os irmãos freqüentava a missa diariamente. Já, nesta época, demonstrava uma singular e precoce sensibilidade eucarística, que lhe permitiu, aos sete anos de idade, receber a sua Primeira Comunhão.

Na adolescência, Gertrude começou a se preparar para a vida religiosa, ingressando na Companhia de Santa Ângela Merici que cuidava da instrução inicial de suas inscritas. Mas, aos vinte anos de idade teve de se mudar para outra cidade com a família, que se encontrava em dificuldades financeiras. Trabalhou como doméstica durante um ano, depois foi para a cidade de São Gervázio trabalhar como dama de companhia de uma senhora da nobreza.

Nesta época, já era uma jovem dotada de talentos naturais que se preocupava, de modo particular, com as necessidades educativas do mundo feminino. Não se sabe quando esta sua preocupação se concretizou. Na cidade de São Gervázio ela conversava muito sobre o assunto com o sacerdote da paróquia, padre Spinelli, da diocese de Bergamo.

No ano de 1879, Gertrude tem sua idéia traçada: criar uma família religiosa de irmãs voltadas para a instrução de meninas, com forte inspiração eucarística. Com a ajuda financeira do padre Spinelli fundou em 1882, a Congregação das Irmãs Sacramentinas ingressando definitivamente na vida religiosa com o nome de Irmã Gertrude. A diocese aprovou tão prontamente esta iniciativa que de logo depois da primeira casa da Congregação em Bergamo, autorizou a abertura de outras nas regiões vizinhas.

Mas, os problemas começaram com a situação econômica da diocese do padre Spinelli que não deu o resultado financeiro esperado e que, uma parte, era transferido para as Casas de irmã Gertrude. Assim as irmãs ficaram na mais completa ruína. Fecharam as Casas das Sacramentinas de Bergamo e quase como exiladas, encontram refugio na diocese de Lodi, numa região italiana mais distante.

As irmãs da Congregação só não se dispersaram porque tiveram como guia Gertrude, que com sua energia transmitia total confiança na providência de Jesus Eucarístico. Tudo parecia acabado, quando chegou a notícia do reconhecimento diocesano para a Congregação das Sacramentinas de Bergamo. Irmã Gertrude e todas as religiosas Sacramentinas retornam para a primeira Casa da Congregação em Bergamo, onde foram festejadas e bem acolhidas.

No dia 18 de fevereiro de 1903, irmã Gertrude morreu e foi sepultada na Capela da Casa Mãe da Congregação em Bergamo, tendo deixado totalmente concluído o regulamento da Congregação das Irmãs Sacramentinas.

O reconhecimento oficial do Vaticano chegou em 1906. O papa João Paulo II beatificou irmã Gertrude Comensoli no ano de 1989 e escolheu o dia 18 de fevereiro para sua festa.

Paulinas
Santo do Dia - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página