Santo do Dia: 12 de Fevereiro - Reginaldo de Orleans

12 de Fevereiro - Reginaldo de Orleans

Reginaldo nasceu em 1175 na pequena cidade de Saint Gilles, sul da França . Desde a infância foi uma criança especial, possuía inteligência acima da média e vocação religiosa. Comunicador nato, se tornou uma figura extremamente carismática e singela, generoso com o próximo mas austero consigo mesmo.

Com estas características, ao atingir a idade indicada, foi estudar direito canônico na Universidade de Paris. Em 1206, recebeu o diploma de doutor, sendo convidado para ser titular da cadeira de direito canônico, cargo que exerceu durante cinco anos. Reginaldo dividia o seu tempo com o trabalho, o estudo, a caridade e a oração contemplativa unida a rígida penitência, alcançando grandes progressos espirituais. Ficou conhecido e se tornou respeitado no meio acadêmico e do clero. Os seus contemporâneos registraram que era um gigante durante os sermões, ardoroso e veemente, adquiria um brilho especial, fazendo com que a presença de Deus fosse sentida no ambiente e o no coração dos ouvintes.

No início de 1212, Reginaldo aceitou ser o decano e canônico na diocese da cidade francesa de Orleans. Sempre humilde, continuou cativando os fiéis com sua oratória. Depois de seis anos, desejando definir em que Ordem deveria ingressar, aceitou acompanhar o bispo de Orleans em sua peregrinação à Roma com destino à Terra Santa.

No Vaticano, Reginaldo ficou sabendo sobre uma Ordem recém criada, para a formação de padres predicantes, cujo fundador, o padre Domingos de Guzman, tinha fama de santidade, sendo hoje venerado pela Igreja. Embora interessado decidiu seguir para Jerusalém, mas logo regressou pois ficou gravemente doente. Apesar de desenganado, milagrosamente foi curado pela intercessão de Nossa Senhora, que lhe apareceu e mostrou um hábito.

Reginaldo percebeu que se tratava da Ordem dos Padres Predicadores, indo procurar o seu fundador, que o aceitou e lhe deu a primeira missão a ser executada em Bolonha, Itália. Como grande predicador que era, inflamou os ânimos de seus ouvintes, despertando as vocações e induzindo muitos a ingressarem na nova congregação. De modo que, o edifício da comunidade, em Santa Maria de Mascarela, se tornou pequeno e tiveram de se transferir para o outro convento, na propriedade rural de São Nicolau, não muito distante.

Pelos resultados fantásticos e devido ao sucesso obtido em Bolonha, no final de 1219, ele recebeu a tarefa de ir à Paris, para impulsionar aquela comunidade. O sucesso se repetiu, pois alí também a sua palestra entusiasmada exerceu um fascínio irresistível.

No dia 12 de fevereiro de 1220, morreu serenamente após ter abraçado a vida dos apóstolos. Foi sepultado na Catedral de Notre-Dame des Champs, atual Suíça. Entretanto o seu corpo desapareceu durante a revolução do final do século XVIII. O seu culto foi confirmado e mantido no dia de sua morte, pelo Papa Pio IX em 1875, que beatificou Reginaldo de Orleans, como se tornou conhecido entre os dominicanos.

Paulinas
Santo do Dia - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página